Mark Jaquith, líder de desenvolvimento do WordPress 3.6, fez, há poucos minutos, o anúncio do primeiro esboço do Twenty Thirteen, o novo tema que acompanhará a nova versão da plataforma, marcada para sair no final de abril.

Logo 2013
Logo?

O objetivo definido por Matt Mullenweg para o Twenty Thirteen seria de focar em uma tema para blogging com suporte – bom suporte, na verdade – a post formats. Estes, por sinal, pra quem ainda não teve a possibilidade de ver, estão sendo devidamente afinados no backend, usando o WP.com e o Tumblr como base.

Como Jaquith apenas deu algumas linhas, ainda não dá pra saber muito além do que se vê, mas já temos três imagens de cabeçalho, os Genericons e a provável possibilidade de escolhermos entre algumas bonitas paletas de cores.

Mark também justificou a mudança drástica na criação do Twenty Thirteen:

One of the goals of having a new theme every year was to give ourself room to experiment. That hasn’t really happened. We’ve been far too conservative, trying to make themes that work reasonably well for everyone, but don’t push boundaries too much. That changes with Twenty Thirteen. It’s hard not to have a strong feeling about the theme, one way or another. It defies you to give it a shrug or a kurt nod. Some of you will hate it. And that’s okay.

É realmente por aí. Por mais que nem tudo me agrade no novo tema, me encanta essa nova linha totalmente distante da caretice do Twenty Twelve, que acabou passando batido justamente por não despertar muitas reações. Se o camarada não gostar do novo lançamento, bem, paciência. Existem mais três opções nativas que podem agradar.

Uma demonstração do tema já está disponível para visualização e, pra quem quiser brincar com os arquivos, o Twenty Thirteen também já está no core. É só fazer o checkout.

Recomendo que você, enquanto dá uma passeada pela estrutura, aproveite para pegar as pequenas referências dentro dos posts. Já fica aqui o meu agradecimento pelo Johnny Harris. Muito fino.

Publicado por Eduardo Z.

“That's one thing Earthlings might learn to do, if they tried hard enough: Ignore the awful times and concentrate on the good ones."

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: