Folhear de um dispositivo móvel as páginas amarelecidas da obra editada no século 16 de Hans Staden – viajante alemão que esteve no Brasil por duas vezes combatendo nas capitanias de Pernambuco e de São Vicente – é uma aventura que, até há pouco tempo, era inimaginável. Pois bem. Esse livro e outras 2.999 obras que José Mindlin colecionou dos 15 aos 95 anos de idade podem ser apreciados graças à nova plataforma criada pela Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin da USP.

Fora a experiência de Hans Staden, também disponível em Português, há digitalizações da obra de Padre Anchieta, que tentou documentar a língua falada pelo Brasil indígena, além de antigos almanaques e ilustrações.

 

Veja mais informações no jornal da USP ou visite diretamente a biblioteca digital.

Publicado por Eduardo Z.

“That's one thing Earthlings might learn to do, if they tried hard enough: Ignore the awful times and concentrate on the good ones."

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: